Subincisão

  • Subincisão

Técnica para tratar celulite avançada
Os casos mais avançados de celulite, quando se formam “buracos” sobre a pele das nádegas e parte alta das coxas, podem ser tratados com cirurgia e anestesia local. Estas depressões da pele são formadas por septos fibrosos subcutâneos que puxam a superfície da pele para baixo, dando o aspecto de casca de laranja.

A técnica, chamada de subcisão, consiste exatamente na eliminação destes septos e preenchimento do espaço deprimido.

Subcisão na celulite
No caso da cirurgia para o tratamento da celulite, a agulha “bisturizada” é usada para cortar os septos fibrosos abaixo da pele, causadores dos “buracos” da celulite em estágio avançado. O corte interrompe a tração exercida pelos septos sobre a pele, que é liberada e se eleva, corrigindo as depressões características da celulite. Além disso, como a agulha também atinge vasos sanguíneos, o hematoma dará origem a novo tecido conjuntivo, que ocupará o espaço antes deprimido.
O período pós-operatório é longo – cerca de 30 dias – e exige cuidados especiais da paciente, como o uso de cinta compressiva, além de acompanhamento médico. Formam-se grandes manchas roxas que posteriormente serão reabsorvidas pelo organismo.
Por tratar-se de um procedimento cirúrgico, só pode ser realizado por médicos treinados para a correta execução da técnica.