Abdominoplastia para barriga flácida pós emagrecimento ou gravidez

Abdominoplastia para barriga flácida pós emagrecimento ou gravidez

  • abdominoplastia-gravidez-emagrecimento

A abdominoplastia é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica, bastante procurado e indicado para corrigir flacidez do abdômen causado por emagrecimento, gravidez, genética entre outros, que acabam causando o desenvolvimento de frouxidão, depósitos de gordura, distensão e estrias e que geralmente não respondem a dietas ou atividades físicas.

A abdominoplastia tem a finalidade de corrigir a flacidez muscular e o excesso de pele e gordura do abdômen. O cirurgião plástico indicará o procedimento ideal de acordo com o quadro do paciente. Na clássica, o procedimento envolve a parte superior e inferior do abdômen, na extensa a incisão pode ser maior e ir até as costas, quando é necessário remover também o excesso de pele e gordura do quadril e da parte inferior das costas e há casos em que um corrigir apenas a área abaixo do umbigo é suficiente.

Na abdominoplastia os músculos verticais distendidos e enfraquecidos são reforçados e volta a ter a aparência de abdômen firme e plano. Pode-se associar ao procedimento a técnica de lipoaspiração, para melhorar o contorno corporal e a mamoplastia ou de aumento, mas estas possibilidades serão avaliadas pelo cirurgião.

Entretanto, é importante ressaltar que a abdominoplastia não deve ser usada como tratamento de obesidade, nem substitui a alimentação saudável e a atividade física.

O procedimento, por remover uma quantidade de pele e gordura geralmente levará a uma redução no peso corporal.

A cicatriz geralmente será localizada horizontalmente, próxima aos pelos pubianos e sua extensão poderá ser maior ou menor, dependendo do volume que precise se corrigido. Poderá ser disfarçada sob roupas de banho, mas como cada paciente apresenta uma condição específica, apenas durante a consulta será possível planejar e obter informações sobre o tamanho e o formato que a cicatriz terá. Pode ainda, ser necessário reposicionar o umbigo, gerando uma cicatriz ao seu redor.

 

O resultado levará algum tempo a aparecer, nos primeiros meses haverá “inchaço”, que aos poucos diminuirá. Em seguida, o paciente passará por um período em que o aspecto da pele ficará esticado, mas gradativamente, seguindo as orientações, atingirá seu resultado definitivo. Se existiam estrias, elas serão amenizadas, ou porque parte da pele flácida será removida ou porque serão menos visíveis ao esticar a pele.

Se a paciente pretender engravidar novamente após o procedimento, é recomendado que o médico ginecologista a oriente. Já para a realização após a gravidez, a cirurgia só é recomendada a partir de 12 meses do parto e finalização da amamentação.

A anestesia usada é a geral ou a peridural com sedação e o procedimento pode demorar em média de 3 a 5 horas, podendo se prolongar, caso necessário. Além disso, existe um tempo de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

Como qualquer cirurgia, envolve riscos, que serão minimizados com o conhecimento e a perícia do cirurgião.

Deixar Comentário

Name*

Email* (never published)

Website